Article

Clareza em Câncer de Mama: Possibilitando respostas claras aos Médicos

Muitas vezes os resultados dos exames de mamografia convencionais criam incertezas quando se trata de esclarecer o diagnóstico do câncer de mama, principalmente para mulheres com mamas de tecido denso. Com a introdução da mamografia espectral com contraste (CESM), os médicos agora são capazes de fornecer às pacientes uma imagem muito mais exata do câncer e, portanto, uma resposta precisa a este momento. Com esse nível de certeza, as pacientes agora poderão entender melhor a sua jornada de atendimento e o motivo pela qual ela deve começar imediatamente, poupando um tempo precioso nesse processo.

Antes do CESM ser introduzido, a ressonância magnética (MRI) e seus custos associados, bem como os desafios de acessibilidade e agendamento, eram a única opção com contraste para avaliar mulheres com tecido mamário denso.¹ As visualizações da mamografia convencional são morfológicas com limitações relacionadas a precisão, especialmente na avaliação de tecido denso, no qual a adição de dados funcionais de um agente de contraste pode melhorar a precisão do diagnóstico.¹

Clareza de diagnóstico com o aprimoramento do contraste de energia dupla

A mamografia com contraste é um método de imagem onde imagens de baixa e alta energia são adquiridas entre 90 a 120 segundos após a injeção de um contraste à base de iodo na paciente.2 O posicionamento da paciente para aquisição da imagem é semelhante a um exame de mamografia digital de campo total (FFDM) e inclui as imagens convencionais mediolateral oblíqua e craniocaudal.1,2,3 Uma segunda imagem de alta energia é adquirida para exibir a captação de iodo que visualiza dados vasculares, como a angiogênese, frequentemente associada ao câncer.1,2 Imagens aprimoradas em visualizações adicionais podem ser obtidas até 7 a 10 minutos após a administração de contraste.3

Uma vez que a aquisição da imagem é concluída, as imagens de subtração com contraste aprimorado são produzidas usando uma subtração logarítmica ponderada da imagem de baixa energia da imagem de alta energia.3 Esta técnica de subtração de energia dupla aumenta a visibilidade do iodo, eliminando virtualmente a visibilidade do tecido de fundo porque a diferença na absorção de iodo entre as imagens é maior do que a diferença na absorção do tecido.3 O conjunto final de duas imagens é enviado a uma estação de trabalho para revisão e interpretação pelo radiologista.3

Maior clareza para lugares com recursos limitados

As indicações para ambos os métodos de imagem baseados em contraste são semelhantes, no entanto, existem contraindicações específicas para cada uma delas. As contraindicações associadas à ressonância magnética incluem insuficiência renal, conforto, peso e claustrofobia da paciente, entre outras, como maior custo associado e tempo de espera de agendamento.¹ Por outro lado, o CESM é contraindicado para pacientes com insuficiência renal e para aquelas que estão grávidas. Como benefício, o CESM é considerado de fácil acesso, possui alto custo-benefício, além de utilizar o mesmo equipamento da mamografia convencional.1

A mamografia com contraste também está sendo utilizada atualmente para avaliar a extensão da doença para realização do planejamento pré-cirúrgico.1 Alguns radiologistas estão procurando o CESM para utilizar seu potencial para monitorar a terapia neoadjuvante e avaliar a recorrência do tumor.1

Pesquisas futuras de CESM de interesse para radiologistas incluem o uso de mamografia com contraste como substituto para ressonância magnética de mama e quando o seu protocolo pode ser otimizado em diferentes indicações.2

 

Referências:

  1. Contrast-enhanced mammography effective in detecting breast lesions. Aunt Minnie Europe https://www.auntminnieeurope.com/index.aspx?sec=sup&sub=wom&pag=dis&ItemID=609784 Accessed 10/20/2019
  2. Contrast-enhanced mammography prepares to enter clinical mainstream. Aunt Minnie https://www.auntminnieeurope.com/index.aspx?sec=rca&sub=ecr_2018&pag=dis&ItemID=615596 Accessed 10/20/2019
  3. Contrast Enhanced Digital Mammography. Society of Breast Imaging https://www.sbi-online.org/RESOURCES/WhitePapers/TabId/595/ArtMID/1617/ArticleID/601/Contrast-Enhanced-Digital-Mammography.aspx Accessed 10/20/2019