O MR Touch ajuda a identificar variações na rigidez do tecido hepático.
O MR Touch ajuda a identificar variações na rigidez do tecido hepático.

MR Touch

Os pacientes que sofrem de doenças hepáticas crônicas, como fibrose e cirrose, geralmente exigem observação contínua de um gastroenterologista. Isso pode envolver procedimentos invasivos que nem sempre apresentam uma imagem completa do fígado. O MR Touch, desenvolvido pela GE com a Mayo Clinic, aborda exames hepáticos usando ondas acústicas para identificar variações na rigidez do tecido. Isso apresenta uma elastografia, uma representação anatômica da rigidez do tecido do fígado. A elastografia oferece informações adicionais a radiologistas e gastroenterologistas para ajudá-los a tomar decisões informadas sobre o tratamento. A imagem é capturada em apenas 14 segundos, uma breve suspensão da respiração.

Veja um depoimento de paciente

 

Para médicos solicitantes: Uma alternativa sólida
O MR Touch proporciona aos médicos solicitantes uma nova opção avançada para a avaliação do fígado. Esse exame não invasivo pode ajudar a minimizar o desconforto e a reduzir o risco possível de infecção, ao mesmo tempo em que permite uma avaliação mais frequente quando é necessário fazer um monitoramento mais próximo.

Para radiologistas: Um diagnóstico sólido
Ao criar uma representação visual profunda da rigidez do tecido hepático, o MR Touch pode ajudar os radiologistas a oferecer um diagnóstico mais confiante. Ao mesmo tempo, ele pode ajudar a expandir o papel da radiologia para novas áreas.

Para administradores: Um investimento sólido
O MR Touch proporciona procedimentos de diagnóstico por um custo mais baixo que o das técnicas comuns. Por ser abrangente e não invasiva, a técnica pode atrair pacientes e médicos solicitantes, ajudando a orientar procedimentos adicionais, encaminhamentos e receitas.

SIGNA Pulse of MR